segunda-feira , outubro 23 2017
Últimas Notícias

Mistério na DarkWeb: 25.000 novos sites .onion apareceram de repente no Tor – e ninguém sabe porquê

Em um aumento sem precedentes, dezenas de milhares de sites escondidos foram criados na DarkWeb.

O professor Alan Woodward, um professor visitante na Universidade de Surrey, percebeu que entre 15-18 fevereiro, o número de sites .onion na DarkWeb, de repente subiu para mais de 60.000 sites que antes totalizava um número de 35.000 websites. Crescimento anteriormente tinha sido consistente nos últimos meses.

“Nunca houve um aumento dessa magnitude antes. O fator de confusão neste último salto é que o volume de tráfego em toda a rede Tor aos serviços ocultos não tem visto um salto proporcional.” Woodward escreveu numa postagem em seu blog.

“O que ou quem quer que criou estes novos sites .onion, é como se eles estivessem criando-os para alguma finalidade que ainda temos de entender.”

Woodward disse que ele só podia pensar em duas razões para o aumento repentino – ou a um grupo de pessoas que estavam trabalhando juntos, que de repente criaram uma enorme quantidade de novos sites .onion, ou que de alguma forma um bot estava criando os sites.

Fora isso, talvez o navegador Tor tinha parado de calcular corretamente o número de sites .onion corretamente (improvável), ou foi devido a um novo aplicativo de mensagens anônimas chamado Ricochet que usa o Tor para configurar conexões entre dois indivíduos – mesmo assim, um salto de mais de 25.000 em três dias é altamente improvável.

O que é Dark Web e a rede Tor?

A Dark Web é uma seção da internet não detectável por meios convencionais, tais como através de uma pesquisa no Google ou introduzindo diretamente uma URL do site. Como os sites estão escondidos, eles são perfeitos para os criminosos, que lista milhares de produtos e serviços para venda em mercados secretos, incluindo narcóticos, produtos químicos, armas de fogo e produtos falsificados, bem como anúncios de serviços, tais como hacking, jogos e apostas.

Para proteção extra contra as autoridades, muitos usuários da DarkWeb também usam o Tor (nome dado depois do projeto Onion Router ser iniciado), rede de anonimato para disfarçar o tráfego na web e garantir o anonimato. Em um exemplo recente, o FBI pegou uma rede de pedófilos, tomando seu site .onion e executando-o em seus próprios servidores durante duas semanas.

A tecnologia Tor consiste em um software que poe o usuário em anonimato e redireciona o tráfego de Internet através de uma rede mundial de relés, composta por voluntários que montaram seus computadores como “nódulos Tor”.

Como os dados  entre quaisquer dois nódulos na rede contém apenas os detalhes desses nódulos, a origem e o destino final são efetivamente anônimos e protegidos contra interceptação, e cada caminho Tor é protegido por pelo menos três camadas de criptografia (ou seja, três nódulos).

Criminosos usam 57% dos sites rastreáveis na DarkWeb

Além dos cibercriminosos, há um grande número de pessoas que usam o navegador Tor simplesmente porque querem manter as suas atividades online privadas. Algumas dessas pessoas criam sites ou servidores na DarkWeb para manter seus usuários anônimos e evitar acusações, tais como Sci-Hub, o Pirate Bay para Cientistas, que está lutando para obter informações para ser livre e tem 48 milhões de artigos acadêmicos disponíveis para baixar grátis.

No entanto, os pesquisadores do Kings College London descobriram recentemente em um novo estudo que de 57% de todos os sites escondidos na DarkWeb estão facilitando ativamente atividade criminosa como a venda de drogas, financiamento ilícito e a pornografia extrema.

Os pesquisadores utilizaram um bot rastreador que descobriu 5.205 sites na DarkWeb, mas só foi capaz de rastrear adequadamente e analisar os dados de 2.723 desses sites. A partir desse número, 1.547 dos sites continham conteúdo ilegal e ilegítima, mas, curiosamente, quase não havia sites islâmicos extremistas .onion na rede.

“Militantes e extremistas não parecem encontrar a infra-estrutura de serviços Tor escondida muito útil. Portanto, há alguns jihadistas e militantes na darknet”, Thomas Rid, professor de Estudos de Segurança do Kings College de Londres e co-autor do estudo disse ao Telegraph.

“É usado para serviços criminais, fraude, pornografia ilegal extrema, ataques cibernéticos e crimes informáticos.”

Fonte: IBTimes

Sobre Motel Bible

Free WordPress Themes - Download High-quality Templates